sexta-feira, 13 de março de 2015

Lula à Dorê


Olá, pessoal!
Tudo bem?
A receita de hoje é muito fácil de se preparar, e dá um excelente petisco.
As lulas são moluscos ricos em selênio e vitamina B12, e dão pratos deliciosos, compondo verdadeiras iguarias da gastronomia mediterrânea e oriental.
O segredo no preparo da lula está na temperatura e no tempo de cozimento. Esqueça as dicas para sair martelando a lula, ou para cozinhar antes de fritar. Se você usar fogo alto (como no caso desta receita), o tempo deve ser baixo; se você usar fogo bem baixinho, o cozimento deve passar dos 30 minutos. O que fica no meio termo (do fogo ou do tempo) deixa a lula emborrachada; simples assim.
Outro segredo é o seguinte: esqueça os conselhos para temperar a lula para essa receita de hoje com limão ou vinagre. Isso aumenta a umidade, e, por via de consequência, aumenta o empapamento na hora de empanar e o risco de a fritura ser marcada por espirros. Assim, deixe o limão para o momento de servir.
Vamos lá!


Ingredientes:

500g de lulas em anéis
amido de milho (tenha uma caixinha inteira a disposião)
sal temperado
1 litro de óleo, para fritar


Modo de Fazer:

O preparo dessa receita envolve, simplesmente, temperar os anéis de lula, empaná-los com o amido de milho e fritá-los em óleo bem quente.
Para começar, escorra bem qualquer água que eventualmente estiver com os anéis de lula (qualquer excesso de água vai fazer a coisa "empapar" na hora de empenar, e pode implicar o risco de a fritura vira um espirreiro danado), e os coloque em uma vasilha, com tampa (aqui está o segredo, para facilitar o preparo).
Adicione sal temperado a gosto (ou sal e os temperos de sua preferência, que podem incluir pimenta do reino e noz moscada em pó, por exemplo); feche a tampa a balance bem, para distribuir uniformemente.



Em seguida, adicione o amido de milho (comece com cinco colheres de sopa, bem cheias), feche novamente a vasilha e mexa bem. Vá abrindo a vasilha, adicionando amido de milho, fechando novamente e mexendo, até que os anéis todos estejam bem empanados.



Leve o óleo em uma panela ao fogo alto, até que esteja bem quente (você pode colocar um palito de fósforo para medir a temperatura; quando o palito acender, o óleo está quente o suficiente). Adicione os anéis de lula (apenas de forma suficiente a que tudo fique coberto pelo óleo, ou seja, para 500g de anéis de lula, com 1 litro de óleo, a fritura será dividida em duas etapas). Vá mexendo às vezes, para que os anéis não fiquem grudados.



Quando os anéis estiverem dourados (não deixe fritar excessivamente, senão vai emborrachar), retire-os do óleo com uma escumadeira, e os deposite sobre papel toalha, para escorrer o excesso.


Está pronto!
E é um petisco realmente delicioso!


Você pode servir acompanhado simplesmente de limão, ou então preparar um molho rosé (misture, em quantidades iguais, catchup, mostarda e maionese, e está pronto).


Como sempre, estão todos convidados a participar!
Para ver outras receitas e resenhas, dê uma olhada no nosso índice, e também curta nossa fanpage para ficar sempre a par das novidades que a gente traz para cá, e também de outras notícias que a gente compartilha apenas por lá!
Um abração e "inté",

Thiago "Virgulino"

2 comentários:

  1. mas se os aneis estiveram congelado? não preciso ferver? tenho que primeiro descongela-los?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia, Sueli! Tudo bem? Perdoe a demora! Se os anéis estiverem congelado, você primeiro deve descongelá-los, mas não precisa ferver antes. Depois de descongelá-los, é só seguir a receita. Um grande abraço. Apareça sempre.

      Excluir