domingo, 12 de julho de 2015

Lagostim ao Bafo


Olá, pessoal!
Tudo bem?
Na receita de hoje, que é tranquila de se fazer, vamos usar lagostins!
O lagostim também é, em geral, chamado de "pitu".
Essas denominações são dadas a crustáceos de pequeno porte de diversas famílias.
Uma curiosidade: esses crustáceos trocam de carapaça! Isso mesmo! E uma carapaça nova somente cresce após o descarte da carapaça anterior, na fase de crescimento! Durante o período entre o descarte de uma carapaça e o endurecimento da nova, os lagostins ficam escondidos, já que se encontram desprovidos de sua proteção natural!
Quanto ao sabor, o lagostim acaba se aproximando mais da lagosta do que dos camarões comuns.
Aqui em Londrina, eu costumo encontrar lagostins a um preço razoável na Peixaria Shangri-lá, que fica dentro do Mercado Shangri-lá (onde eu também costumo comprar ostras). Em novembro de 2012, o preço do quilo de lagostins (ou pitus, como você preferir chamar) era de R$ 29,90.
Vamos à nossa receita!



Ingredientes:

1kg de lagostim
1 cebola picadinha
1 tomate, sem sementes, picadinho
3 dentes de alho
1 dose de cachaça
3 pimentas comari do Pará picadinhas
sal
limão




Modo de Fazer:

Limpe os lagostins. Você fará isso facilmente, observando um procedimento simples. Vire o lagostim de barriga para cima; faça uma incisão no final da cauda, até o fundo (isso serve para romper o fio intestinal que passa pelas costas dele); vire ele de barriga para baixo e descole a cabeça, passando a ponta de uma faca bem afiada pelo vão na carapaça entre a cabeça e o corpo; usando as mãos, acabe de descolar a cabeça (com cuidado, para não deixar carne dentro da cabeça); retire, também, alguma pata que tenha ficado grudada no corpo; puxe o fio intestinal; passe na água e reserve. Não se assuste: realizar o procedimento é bem mais fácil do que explicá-lo, e logo você pega o jeito.





Quando todos os lagostins já estiverem limpos, tempere com sal e o suco de um limão e deixe marinando por 30 minutos.


No fundo de uma panela, espalhe a cebola picadinha (olhe só, essa receita não leva óleo).
Por cima, espalhe o tomate sem sementes bem picadinho, e a pimenta também bem picada.


Distribua os lagostins uniformemente por cima disso tudo.


Por fim, esprema os alhos (nós usamos o dobro, mas a intenção era que ficasse extra forte de alho; dois ou três dentes de bom tamanho, em geral, são o suficiente) e regue tudo com a cachaça.


Tampe a panela, e leve ao fogo médio, por 12 minutos.
Mexa, a cada 4 minutos.


Ao final, abra a panela, e deixe a água que tiver sobrado reduzir.


Coloque tudo em uma travessa, e sirva ainda quente.


Nesse dia aí, nós fizemos os lagostins serem acompanhados de um risoto de alho poró, e de um vinho tinto bem interessante. É bem verdade que os entendidos, geralmente, indicam vinhos brancos delicados para acompanhar camarões. Como a nossa receita estava bem reforçada no alho, tomamos a liberdade de degustar um vinho tinto mesmo na ocasião.


Agora, uma dica para retirar os lagostins da carapaça, depois de cozidos: segue ele, de barriga para baixo, com ambas as mãos e faça uma pressão, para um lado e para o outro, bem no meio da carapaça; você conseguirá retirar a parte da carapaça mais próxima da cauda, e isso vai facilitar bastante retirar a outra parte com a ajuda de um garfo.
Não tem muito jeito de fazer isso tudo sem sujar um pouco as mãos: então o negócio é ter um bom estoque de guardanapos a disposição. Se a ocasião for um pouco menos informal, você pode oferecer toalhinhas quentes e uma vasilha com água morna e limão para as pessoas irem limpando as mãos.

Apesar de algum trabalho para comer, a receita fica maravilhosa, e vale muito a pena experimentar.
Esperamos que vocês experimentem e aprovem a receita!
Como sempre, estão todos convidados a participar, com comentários, sugestões, críticas, receitas, resenhas e tudo mais!
Um abração e "inté",

Thiago "Virgulino"

7 comentários:

  1. Pitú é o nome dado ao caarão grande tipo PITÚ
    Lagostim é como se fosse uma lagosta em tamanho reduzido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Tudo bem? Obrigado pela visita! Acredito que é uma questão de linguagem regional! Aqui na região de Londrina, você encontrará esses crustáceos nas peixarias sob a denominação de "lagostim", mesmo. Parece, aliás, que a confusão de denominação é tão grande, que até mesmo os dicionários têm apontado "lagostim" e "pitu" como sinônimos, para indicar lagostas de espécies menores, ou camarões de grandes dimensões. Apareça sempre. Um abração.

      Excluir
  2. Ola meu amigo,estou em Uberaba,MG,e gostaria de comprar 02 kilos de lagostim Sera que vc sabe onde comprar hoje?Se possivel me passe o endereço e telefone do fornecedor.Obrigado e parabens pela receita. brigagaojorge@hotmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Reginaldo! Tudo bem? Infelizmente, não temos nenhuma indicação de peixaria em Uberaba. Se você encontrar, conte para a gente, por favor! Obrigado pela visita. Apareça sempre. Um abração.

      Excluir
  3. Este comentário foi removido por um administrador do blog.

    ResponderExcluir
  4. sou dai ha 40 anos foramas o mercado shangri-lla continua sempre com o bom e de melhor pra os amantes da culinaria.
    obrigado pela receita.... bom domingo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá, Osmar! Tudo bem? Obrigado pelo comentário! Apareça sempre e envie também suas receitas, para que possamos compartilhar por aqui. Um grande abraço.

      Excluir