terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Escargot


Olá, pessoal!
Tudo bem?
Nós temos bastante material para trazer aqui para o blog (receitas, resenhas de restaurantes e vinhos e tudo mais), mas andamos nos dedicando mais a aproveitar esse período de férias das atividades acadêmicas!
Aos poucos, a gente vai colocando tudo em dia!
A receita de hoje foi preparada pela minha mãe, a Dagmar, ainda no final de 2012!
Pois é, gente: matuto também come os tais escargots!
O resultado é bastante interessante!
Eu fui dar uma procurada, e descobri que há pelo menos quatro espécies de "caramujos" que são comestíveis (aí incluídos o caracol comum de jardim, o caramujo gigante da Argélia, o caramujo turco e o escargot de Bourgogne). A tradição de utilizar tais moluscos na culinária é peculiar à França e à Itália, onde são denominados escargots e lumachi, respectivamente.
No dia de preparação desse prato, foram utilizados escargots de Bourgogne (o escargot francês), se é que não estou muito enganado.
Vamos à receita, nas palavras da própria cheffe:


"Para o cozimento:

3 dúzias de escargots
1 litros de água
½  copo de vinho branco ou de cerveja branca
1  tablete de caldo de carne ou de galinha
noz moscada ralada
tomilho seco
1 cebola (não muito grande) descascada cortada ao meio
1 dente de alho descascado inteiro
pimenta do reino moída
1 cravo
2 folhas de hortelã
1 ramo de salsa
1 folha de louro
¼  colher de mostarda em pó ou raiz forte
1 lasca de salsão
1 lasca de gengibre



Todos esses ingredientes devem ser usados em proporções que variam de acordo com o gosto de cada um. O importante é que eles sirvam apenas para aromatizar e dar um leve sabor ao escargot, o bouquet, sem contudo deixar um gosto muito ativo, o que poderia interferir no preparo do prato.


Receita:

36 escargots grandes pré-cozidos
300 g de manteiga
1 colher de chá de açúcar
1 pitada de sal
salsa picadinha
pimenta do reino em pó
sal e outros condimentos a gosto
farinha de rosca


Para preparar esta receita, será necessária uma escargoteira (vasilha com espaços para acomodar os escargots. Eu utilizei uma que utilizo também para fazer petits gateaux) ou fatias (de aproximadamente 2,5 cm de espessura) de batata inglesa cozida (ao dente), na qual se faz uma cavidade (com uma colher ou um boleador) que acomode o escargot. E mais uma porção do creme de manteiga (cuja preparação está detalhada logo a seguir).


Colocar em uma tigela a manteiga (se a manteiga estiver muito dura, aquecer levemente), juntar o açúcar, o sal, a salsa, a pimenta e os outros condimentos (um dente de alho bem picadinho, por exemplo), misturando até obter uma pasta homogênea.

A seguir, colocar, em cada orifício da escargoteira ou em cada cavidade da batata inglesa, um pouco desta pasta, depois um escargot, e fechar com outra porção da pasta de manteiga.


Na batata basta colocar uma generosa porção de creme de manteiga por cima do escargot.


Cobrir com farinha de rosca. Levar ao forno (convencional) quente por mais ou menos 12 minutos, e servir.


Obs.: 1. Minha família prefere a receita preparada na batata, pois esta combina muito bem com o sabor do escargot, além do que a manteiga derretida, torna ainda melhor o sabor do prato como um todo.
          2. Nesse dia servimos a iguaria acompanhada por risoto preparado com o caldo do cozimento dos escargots, passado por peneira. Uma salada verde e um bom champanhe dá o toque final..."


É isso aí, pessoal!
O resultado é bastante interessante!
Quem tiver oportunidade, precisa experimentar!
Para falar a verdade, comparando com outra iguaria um tanto controversa, eu não troco uma dúzia de ostras por um punhado de escargots...
De qualquer forma, eles ficaram bem gostosos mesmo.
Depois de prontos, eu considerei mais "interessante" e parte do "pé" do escargot, que é mais consistente e tem um sabor mais neutro, e sei que minha mãe gostou mais da parte do dorso, que é mais macia e tem um sabor mais marcante.
Quem já tiver experimentado pode comentar aí embaixo, também!
Como sempre, vocês estão convidados a participar do blog, inclusive enviando suas próprias receitas e resenhas! A gente vai colocando tudo aqui, dando os devidos créditos, podem confiar!
Um abração e "inté",

Thiago "Virgulino"

Nenhum comentário:

Postar um comentário